MINHA RENDA DIMINUIU. E AGORA?

por Alexia Waagmeester

Quem teve a renda diminuída por causa da crise, e como consequência está com problemas financeiros ou está no módulo sobrevivência, deve prestar atenção nas próximas linhas.

Seguem aqui alguns passos para te ajudar a enfrentar esse período e sair dele o mais rápido possível.

Passo 1

Quando estamos diante de uma mudança, o importante é ter consciência da situação atual e saber exatamente onde você se encontra.

Para isso faça um levantamento através de uma tabela de Excel, um aplicativo ou escreva em um caderno o valor da sua renda e seus gastos. Faça o que for mais fácil para você.

Depois de tudo anotado, verifique se todas as contas poderão ser pagas até a data de vencimento. Assim você terá uma visão da situação e pode entrar imediatamente em ação.

Passo 2

Identifique as despesas que poderão ser diminuídas. Como,por exemplo: o que chamamos de gastos fixos. (eletricidade, t.v a cabo, assinatura de telefone, revistas, etc.)

Você realmente precisa de tudo que você usa ou compra?

Alguns seguros  que possuem a mesma cobertura podem ser mais baratos. Compare os preços.

Evite fazer estoques de alimentos, aproveite as ofertas semanais dos supermercados e vá a feiras livres. Use o aplicativo do site toogoodtogo.nl e mude alguns hábitos de consumo, sem perder alguns prazeres que realmente te trazem felicidade. Precisamos deles até mesmo para continuar seguindo nesse período de adaptação.

Passo 3

Agora que você já visualizou a sua situação atual, faça o mesmo com os meses subsequentes, e crie suas estratégias  para não ser pego de surpresa.

Faça a si mesmo a seguinte pergunta: terei dinheiro suficiente para as contas dos meses que se aproximam?

A reposta você terá assim que fizer um levantamento. Lembre-se a organização será a sua arma secreta. Tenha um olhar crítico diante da situação, pois pode chegar o momento em que você não consiga mais economizar sem perder a qualidade de vida. Se isso acontecer, é o momento de usar sua criatividade e motivação para fazer fontes de renda extra. Com ajuda das pessoas em que você confia, busque soluções para passar esse período.

Por exemplo: venda tudo que não é utilizado e está apenas ocupando espaço nos armários. Use os sites de venda de objetos usados e faça dinheiro com coisas que não são mais necessários para você.

Passo 4

Não espere até o último momento para tomar atitude, o “pulo do gato” é a antecipação.

Outro suporte para esse momento delicado, pode ser algum subsídio do governo.

Você já se perguntou se tem direito? Procure se informar pois, talvez você esteja deixando “dinheiro na mesa”. Não fique com vergonha, subsídio não é favor, é seu direito.

Atenção: Aqui na Holanda a maioria das despesas fixas são debitadas automaticamente. Se você estiver com saldo negativo, o que chamamos de estar no “vermelho”, as contas não serão debitadas e nessa altura, começam os problemas. Por isso assegure-se que tenha dinheiro suficiente para cumprir esses compromissos.

Se você perceber que não conseguirá pagar suas principais despesas dentro do prazo, entre rápido em ação.

Através de e-mails e telefone entre em contato com os órgãos em questão e faça uma negociação. Caso contrário, você receberá  multas e a situação financeira só irá piorar.

Mantenha os e-mails como prova de que você está fazendo tudo como deve ser.

Sei que às vezes a barreira do idioma pode ser um problema, por isso peça ajuda.

Alexia é palestrante e coach de finanças pessoais   https://redequerobrasil.com/listings/coach-de-financas-pessoais/

Leia outro artigo relacionado:

Comentários

mood_bad
  • Ainda não há comentários.
  • chat
    Adicionar um comentário