DICAS DE ESTILO ECOLÓGICO NAS FÉRIAS: PARTE 3

Por Marina Scatolin

Gosto muito de uma frase que aprendi quando estudava turismo ecológico: deixe apenas pegadas, leve apenas memórias. É claro que essa pegada é a dos pés, e não a ecológica, hehe. A frase é útil para nos lembrar que este planeta é de todos nós, e é nossa responsabilidade cuidar dele. Isso significa, por exemplo, descartar nosso lixo apropriadamente e não retirar nada do ambiente natural. Assim, deixamos toda a beleza do local intacta, e sempre poderemos aproveitá-la. Vamos para as últimas dicas do tema de férias!

Dica 6: gere menos lixo

Existem muitas maneiras de gerar menos lixo, e uma delas você já sabe. Isso, usando garrafas reutilizáveis! Outras maneiras incluem utilizando sacolas reutilizáveis, e também:

  • favorecendo restaurantes locais que oferecem pratos típicos, preparados com ingredientes também locais. O consumo desses ingredientes fortalece a economia local e também diminui sua pegada ecológica, porque você estará consumindo alimentos que não precisaram viajar para chegar até você, o que significa menos gás carbônico emitido para gerar sua refeição. Então se esbalde nos cafés frequentados pelos moradores e deguste pratos autênticos! 

  • comprando produtos perecíveis em feiras ou mercados pequenos, que oferecem muitos produtos a granel, como pão, frutas e verduras para fazer aquele lanchinho da tarde. Ao comprar produtos a granel, você diminui sua pegada ecológica por estar evitando o consumo de embalagens.

  • evitando restaurantes fast-food, que utilizam talheres, copos e embalagens descartáveis, diferentemente da maioria dos restaurantes locais.

  • evitando o sistema to-go, tão típico dos restaurantes fast-food, mas que também é encontrado em alguns restaurantes locais. Apesar de a comida ser local, não adianta nada economizar o gás carbônico da viagem dos alimentos e acabar saindo com um pacote de papel alumínio ou de isopor, que não são biodegradáveis nem recicláveis, e vão ocupar espaço no solo por centenas de anos. Se você estiver com o dia cheio de programas, ou quiser ir comer na praia, por exemplo, se planeje e leve sanduíches preparados com aqueles ingredientes deliciosos da feira.

Você já percebeu que, quando falamos de lixo, a palavra plástico está sempre presente? Grande parte do que consumimos leva plástico, mesmo que só na embalagem. Infelizmente, boa parte dele acaba na água. Você, brasileiro na Holanda, com certeza já notou que existe muito plástico flutuando nos canais holandeses. Isso nos leva à próxima dica.

Dica 7: descarte seu lixo apropriadamente

Por que tanto lixo flutua em canais e rios? Parte da resposta é óbvia: porque as pessoas jogam o lixo diretamente na água, ou na rua, e o vento leva o lixo para a água. Mas, muitas vezes, o lixo acaba na água por razões menos óbvias, e que são importantes de serem mostradas aqui. Afinal, se você está lendo este texto, tenho certeza que você joga lixo na lixeira ? Então é importante evitar outras razões da poluição.

Em pontos turísticos, acampamentos, parques e locais eventos, é muito comum ver lixeiras transbordando lixo. Isso acontece na Holanda, em outros países desenvolvidos da Europa, e em muitos países em desenvolvimento, como o Brasil. Então, se você se deparar com alguma lixeira superlotada nestas férias, guarde o lixo na mochila, e descarte-o em outro local. Aqui, suas sacolas reutilizáveis também são de grande valor.

Outras razões menos óbvias da poluição são a perda e o esquecimento. Quantos brinquedos você já encontrou perdidos pela areia ou na água? E chinelos? Isso sem falar em copos, saquinhos de sanduíche, lacinhos de prender o cabelo, e tudo o mais que o vento, ou uma criança inocente, possam levar para longe de você, fazendo com que você perca ou esqueça de recolher o que trouxe. Então, recolha tudo o que trouxer, incluindo o lixo, e garanta que o local que você visitou esteja limpo quando você sair. Se você sabe que vai se embriagar, peça a uma pessoa do grupo que não bebe para ficar responsável por isso. E se você fuma, deposite o toco do cigarro no lixo! Assim, todos podem se divertir e relaxar.

Com isso concluímos as dicas de férias, e desejo a você férias sustentáveis e cheias de momentos inesquecíveis. Deixe aqui seus comentários, e confira um novo tema no próximo artigo!

Marina Scatolin é especialista em comportamento ecológico, e baseada em suas experiências nos Estados Unidos e na Holanda, ajuda indivíduos e famílias a encontrar um estilo de vida mais ecológico que se encaixe na realidade deles.  http://redequerobrasil.com/listing/palestras-sobre-estilo-de-vida-ecologico/

Artigos relacionados:

http://redequerobrasil.com/dicas-de-estilo-ecologico-nas-ferias-parte-1/

Comentários

  • Agatha Kuiper
    21/08/2019 at 10:47

    Marina, parabens pelo artigo. Às vezes, durante minhas viagens, fico a refletir o quanto ainda é necessário ao ser humano mudar seus hábitos, e se ainda há realmente tempo… Pelo que sei já estamos consumindo uma vez e meia o nosso planeta, confirma? E na sua opinião, ainda temos tempo de reverter a situação, enquanto humanidade?

    • Marina Scatolin
      05/09/2019 at 15:35

      Agatha, suas reflexões são muito pertinentes, e minha resposta é SIM! Temos tempo de reverter a situação porque a sociedade está cada vez mais consciente da necessidade de mudar hábitos, e a mudança de comportamento está acontecendo. Nós, brasileiros na Holanda, temos o privilégio de ver tais mudanças em primeira mão.
      Sobre consumirmos uma Terra e meia, você também está correta. Por isso devemos adotar o consumo consciente e fugir das substituições, favorecendo a eliminação do que não precisamos. Por exemplo, deixar de usar canudos ao invés de comprar os de papel ou alumínio. Para um adulto, essa transição deve ser bem tranquila… vamos deixar os canudos de alumínio para as crianças :=

  • Ana Dirce de Souza Romboli
    21/08/2019 at 02:40

    Texto muito bom, abre a visão para o conhecimento e práticas ecológicas.

  • Marina Scatolin
    20/08/2019 at 16:36

    *Correção: o isopor que conhecemos no Brasil (poliestireno em forma expandida) é 100 por cento reciclável*

  • Airton
    20/08/2019 at 14:47

    Olá Marina… Bom dia
    Muito bom rever essas dicas sobre nossos comportamentos junto à natureza. Se cada um de nós cuidar do seu espaço e ainda incentivar outros a também assim o fazer, com certeza nossos filhos e netos terão um mundo melhor…Parabéns ???

    • Marina Scatolin
      05/09/2019 at 15:47

      Bom dia, Airton, que bom que gostou das dicas, obrigada! Você tem razão, todos devemos fazer a nossa parte pelas futuras gerações 🙂

chat
Adicionar um comentário