por Alexia Waagmeester

Um dos grandes problemas que enfrentamos na nossa vida é a falta de educação financeira, um assunto cheio de mistério que raramente é discutido entre os amigos, a família e muito menos na escola. Pelo menos não me recordo de ter estudado no meu  ensino básico e médio. Mas mesmo assim temos que lidar diariamente com algo para o qual não fomos preparados: o uso correto do dinheiro. Os problemas financeiros; prejudicam a nossa saúde, o trabalho, a liberdade de escolhas e, claro, o relacionamento.

Tenho uma pergunta: Você e seu(sua) parceiro(a) conversam sobre dinheiro?

Segundo alguns pesquisadores, dinheiro é a maior causa de conflitos entre casais, maior até que brigas sobre sexo. Na realidade jogamos a culpa no dinheiro e o tratamos como se fosse o vilão da história, o que de fato não é justo, pois precisamos assumir a nossa responsabilidade e a nossa dificuldade em começar um diálogo sobre o assunto, o despreparo na divisão de responsabilidades, a falta de perspectiva de futuro e planejamento. Sim, isso pode destruir seu relacionamento, no que diz respeito ao aspecto financeiro.

Vamos dizer que você encontrou o amor da sua vida, e vive um momento mágico. Parabéns!!! Mas, antes de definir o próximo passo na relação, é de suma importância que se converse sobre a atual situação econômica de cada um, que se saiba o valor do salário, dívidas ou bens. Pois, não se constrói um futuro baseado no “achismo”. O diálogo tem que ser claro para definir qual será o papel que cada um vai exercer no relacionamento, e tornar a vida financeira mais saudável evitando dores de cabeça futuras. Para isso escolha um momento tranquilo, pois, baseado nesses números serão determinadas as metas e os projetos.

A vida financeira do casal deve ser tratada como um empreendimento, um negócio que só irá dar certo se houver comprometimento de ambas as partes. Romântico não é, mas o belastingdienst (autoridade fiscal holandesa) também não é. O envelope com o valor dos impostos que vocês devem pagar não vem em um envelope na cor rosa e em forma de coração.

Por isso, acredite, sentar à mesa e colocar tudo em um papel de forma clara e honesta, sai, muito mais barato que pagar cerca de €300 (trezentos euros) por hora a um advogado que vai cuidar do divórcio.

Muitos casais que conheço desconhecem a própria situação financeira e isso acontece por que apenas um dos parceiros cuida dessa parte. Mas aqui vai um alerta para todos os brasileiros na Holanda: se você tem um relacionamento afetivo, ambos precisam ter o mesmo conhecimento da vida financeira do casal, e o jeito mais fácil de fazer isso é perguntar, procurar se inteirar de toda a situação da sua casa e aprender como as coisas funcionam. Imagine se você acorda e descobre que tem uma dívida que nunca fez? Até 2017 isso era possível.

Casamento ou parceria registrada antes de 1º de janeiro de 2018:

O casamento ou parceria registrada em comunhão de bens era automático, Gemeenschap van goederen. Isso significa que ao se casar os bens e as dívidas obtidas antes do casamento tornavam-se do casal, assim como tudo adquirido após o casamento também pertence a vocês. Salvo os casos onde se optou pelo huwelijkse voorwaarden of partnerschapsvoorwaarden (contrato onde pode ser definido o que será dividido ou não).

Casamento ou parceria registrada a partir de 1º de janeiro de 2018:

O casamento ou parceria registrada em comunhão parcial de bens é automático, Beperkte gemeenschap van goederen. Isso significa que tudo que você adquiriu antes do casamento, bens e dívidas permanecem suas. Bens e dívidas adquiridos depois do casamento serão do casal. Mas claro que vocês podem optar por comunhão total de bens, desde que façam o contrato huwelijkse voorwaarden of partnerschapsvoorwaarden.

Não existe uma fórmula mágica ou uma garantia de sucesso da vida financeira de um casal, mas sem dúvida tudo começa com um diálogo. Vamos falar sobre dinheiro antes do casamento?

Alexia é pós-graduada em História do Brasil e baseada na sua experiência e vivência na Holanda quer desmitificar um assunto tão polêmico que é o dinheiro.

Leia outros artigos relacionados:

http://redequerobrasil.com/organizando-suas-financas-pessoais/

Comentários

  • Alline
    10/09/2019 at 12:13

    Informações valiosas, obrigada!

  • Eliane bansemer
    27/04/2019 at 01:02

    Parabéns! Incrível as postagens! Matérias produtivas e estimuladoras!!

    • Alexia
      26/08/2019 at 22:07

      Obrigada por ler e comentar.
      Um abraço carinhoso.
      Alexia

  • Monika
    25/04/2019 at 23:36

    Esse é mesmo um tópico bem delicado de ser levantado em um relacionamento. Difícil também, e nem sempre dá certo… mas importante!
    Somar esforços para juntos dividir as alegrias! Sem medo, surpresas ou desentendimentos.
    Obrigada, Alexia!

    • Alexia
      26/08/2019 at 22:06

      Exatamente em que acredito. Somar esforços.
      Um abraço
      Alexia

chat
Adicionar um comentário