LUA DE MEL OU CHOQUE CULTURAL – EM QUAL FASE VOCÊ ESTÁ?

Por Anelise Machado Schroeder

Muitas são as razões pelas quais brasileiros mudam para a Holanda. Às vezes para melhores condições de vida, por uma promessa de trabalho melhor, por mais segurança, por estudo, para se aventurar na vida e muitas vezes, por amor.

São pessoas normais, com vidas normais e que possuem família, emprego e toda uma vida já constituída. E de repente surge uma oportunidade planejada ou não de mudar para o país dos tamancos.

Tomada a decisão, inicia-se uma pesquisa aprofundada sobre informações práticas, uma preparação logística, informações sobre vôo e deslocamento, busca de informações sobre moradia e também todo aquele processo de, “o que devo levar e o que devo deixar”.  Você começa a praticar o desapego, vai se livrando de algumas camadas e aos poucos vai se sentindo mais aberto para a mudança. Começa a sentir aquela euforia pré-viagem, do novo e desconhecido que está a um passo à sua frente.

É uma decisão fácil? Não. Nunca é!

Brasileiros deixam família, amigos, profissão e sociedade na qual nasceram e à qual pertencem e se jogam no desconhecido, em uma cultura totalmente diferente. Vão em busca dos seus sonhos, sonhos até mesmo nunca antes sonhados. Algo dentro de cada um os movimenta para esse desafio.

Imagina, ter a oportunidade de morar em um dos países que está no top 10 dos países mais felizes do mundo?!

Então, tudo organizado e preparado, despedidas feitas e malas prontas. Você sente a ansiedade do novo e até mesmo um medo das incertezas desse desconhecido. E quando a mudança acontece, é quase um momento mágico, difícil de acreditar. Você fez os seus temas de casa, pesquisou o clima, já leu trezentos blogs, mas nada se compara a sua vivência nesse momento.


–  Que lugar mais lindo! Tudo tão organizado. O que é esse sistema de transporte?! O que são esses canais e essas casinhas encantadoras?!

E de repente você se vê parte de um cartão-postal. Os dias passam e quanto mais você conhece, mais fascinado e encantado fica.

Em lua de mel com os canais e as bicicletas…

O estilo de vida da Holanda é reconhecido no mundo inteiro: estar fisicamente vivenciando a movimentação das bicicletas, a rotina das famílias holandesas, levando as crianças para escola e indo para o trabalho, tudo de bicicleta, é realmente impressionante! Ainda mais para nós brasileiros acostumados com o ir e vir de carro e com a vida no trânsito. Cidade limpa bem organizada e com essa vibe cosmopolita.

Você observa tudo e todos, tantas coisas novas para absorver e processar, trabalho, casa, língua, cultura… Tudo novo. E também muitas situações novas para lidar e aqueles problemas básicos para resolver. Por algumas semanas você se sente como uma criança em um playground descobrindo todos os brinquedos e novidades.

E esse cair de amores pela cidade e país, tudo lindo e maravilhoso, é o que chamamos de Lua de Mel.

Para aqueles que acabaram de mudar de país é um misto de sentimentos, alegria e empolgação por ter tomado a decisão certa, juntamente com o medo e a preocupação que antecedem os momentos burocráticos. As semanas vão se passando, as peças vão se encaixando, o seu nível de energia vai diminuindo e a rotina vai adquirindo forma. De alguma maneira agora você vê mais claramente os seus desafios, desafio cultural, linguístico e de integração – uma nova cultura, uma nova sociedade, uma nova língua fazem parte da sua vida diária.  

Dependendo da experiência de cada um, alguns passarão por situações de mais solidão e incertezas: conviver com culturas e jeitos diferentes, se preocupar com a adaptação dos filhos, lidar com a saudade da família, que ficou longe e era o seu único suporte… Gradualmente, o encantamento se desfaz e abre espaço para a rotina e a realidade da sua vida. E a novidade não é mais novidade e as barreiras que antes não eram vistas agora estão escancaradas a sua frente. Não sentir-se pertencido, saudades da família e da vida antiga, solidão e até mesmo o arrependimento, são apenas alguns dos sentimentos que você tem que lidar.

E se você, meu caro brasileiro na Holanda, tem sentindo na pele alguma dessas situações, fique tranquilo você está passando pelo “choque cultural”, a vida aqui fora vai melhorar.

Nos próximos artigos vamos falar mais dicas de como você pode lidar com essa fase. Gostou? Deixe seu comentário ou compartilhe a sua experiência a respeito. Vamos interagir!

Anelise é Professional & Life Coach, certificada internacionalmente e especialista em mulheres expatriadas em processo de transição de vida.

Leia outros artigos relacionados: 3 passos para lidar com o choque cultural

Comentários

  • Priscila
    16/04/2019 at 14:54

    Muito bom entender que o que se passa conosco quando chegamos é o mesmo que se passa com a maioria. A gente se sente mais reconfortada ao ler esse artigo.

    Consegui me identificar muito bem com a fase da lua de mel quando cheguei e tudo era lindo e depois com os momentos de choque cultural. Confesso que manter a positividade e concentrar nos aspectos bons do país foram cruciais.
    Parabéns pelo tema escolhido!

    • Anelise
      16/04/2019 at 15:38

      Obrigada Priscila! Que bom que você se identificou com a leitura. Adorei seu feedback. Qualquer sugestão de tema, fique confortável em compartilhar aqui!

chat
Adicionar um comentário